Nomes Alternativos

NOMES ALTERNATIVOS PARA ENTIDADES:

ABOTH – “A Fonte da Podridão”, “O pai e a mãe de toda a sujeira”, “A Fonte e o Final”, “Aquele através do qual a podridão flui”, “O Câncer Vivo”, “Abut” (árabe), "Genhi-abimi (Mongólia), “Deus das Cavernas Profundas”, “Deus dos Recessos Distantes”

AZATHOTH – “Izzu Tahuti” (África ocidental), “O Deus Cego”, “Sultão Demoníaco”, “Aquele que habita o centro do Universo”, “O Caos Amorfo”, “Mana-Yood-Su-Shai” (China), “Lorde do Final dos Tempos”, “O berço do Caos”, “Ashur-Tut” (Egito), “Senhor dos Flautistas”, “Azot” (Ilhas Britânicas)

CTHULHU – “Lorde de R’Lyeh”, “Tulu” (Mares do Sul), Khadulu (India), Chadhel (Oriente Médio), “O Deus Sonhador”, “O Antigo Sonhador”, “Aquele que sonha nas profundezas”, “Aquele que dorme nos recessos abissais”, “Quithe” (esquimó inuit), “Tulhut” (Egito), Chadon (Persia), Ktalumus (Grécia), Kaubo (aborígene), “Frensil” (nórdico)

DAGON – “Leviatan”, “Pai das Marés Profundas”, “Lorde dos Mares Escuros”, “Senhor das Ilhas Submersas”, “Uan” (China), Adapa (Sudeste Asiático), “Vodonoi” (russo), “Rei das Prondezas”, “Magnum Profundum” (latim), Ea (Gaélico), Arotrios (Grécia), “Dagan” (fenício)

HASTUR – “O Impronunciável”, “Aquele que não deve ser nomeado”, “Kaiwan” (Ilhas Britânicas), “Assatur” (China), “Tatsuya Sudou” (japonês), “O Rei em Farrapos”, “Rei de Farrapos e Retalhos”, “Haita, o pastor”, “Aquele que vem quando é chamado”, “Abu Fenran” (árabe), “Máscara Pálida”

NYARLATHOTEP – “O Caos Rastejante”, “Aquele na Escuridão”, “O Tentador”, “Aquele de mil faces”, “Aquele que é todos e nenhum”, “O Caos que se agita”, “O Oponente”, Lorde de mil máscaras", “Totopec” (Astecas), Kumiho (japonês), Mnomquah (Indios americanos), “A face falsa”, “Abu Hol” (árabe – significa o Pai do Terror), Karneter (Grécia), “O Grande Corruptor”, “Shaihatan” (Oriente Médio), Byagoona (mares do sul), Viburna (Mediterrâneo)

SHUB-NIGGURATH – “A Cabra Negra”, “O Bode Preto com mil filhos”, “Mãe das Trevas”, “Sheol Negath” (Síria), “Sheela na Nug” (Ilhas Britânicas), “A Mãe de Muitas crianças”, “Amalthea” (França), “Magna Mater” (latim), “Gorgo Mormo”, “Ishtamar” (Arábia), Echidnae (Grécia), “Sheggera” (América do Sul), “Megera dos Mil Filhos”, “Baneb-Djedet” (Marrocos), “Cernunos” (latim), “Teteonan” (Incas), “Sheabgureth” (persa), Dischwa Zimitaun (alemão)

YIG – “Pai das Serpentes”, “Pai de tudo que rasteja”, “Loucura sibilante”, “Avenyu” (indios americanos), “Kiokahuni” (mares do sul), “Jormungand” (Terras Nórdicas"), “O Homem de Escamas”, “Aquele que destila o veneno”, Kukulcantul (Astecas), “Huan-ti” (China), Bucarim (guarani), Kahoa (indios sul americanos)

YOG-SOTHOTH – “A Chave e o Portão”, “Tawil at’Umr” (árabe), “Aformagon” (Grécia), “Ele que habita além das esferas”, “Yaji Ash-Shuthath” (Egito), Ramasekva (India), Zsolt (eslavos), “Ele onde as esferas se encontram”, “O observador além das esferas”, “O Prolongador da Vida”.

NOMES ALTERNATIVOS PARA MONSTROS

BYAKHEE – “Besta Alada”, “O Cortesão Voador”, “Montaria das estrelas”, “Anjos da Corrupção”, “Asas de Couro”, “Byamutus” (Roma), Curdumactu (maia), “aqueles que cantam como pássaros”, Bimantu (África sub-saariana)

DARK YOUNG – “Juvenis Nigritae” (latim), Ash-shubab al-muthlimun (árabe), Yataveo (Norte da África), “Cria das Florestas”, “Semente da Terra Negra”, “Aqueles que nascem do solo mais escuro”, Viliburi (nórdico), Castoldi Nigri (Sicília)

DEEP ONE – “Crianças das Profundezas”, “Habitantes do abismo”, “Crias de Dagon”, “Aqueles que vivem sob as ondas”, “Les Profonds” (francês), “Os Profundos”, “Os Olhos do Mar”, “Glauvucher” (nórdico), “Tenebrarum” (latim), Taki (japonês), “Huan Tun” (chinês)

DIMENSIONAL SHAMBLER – “Aqueles que passam entre os planos”, “Aqueles que vagam”, “Os Viajantes sem Rumo”, “Aqueles que não conhecem fronteiras”, “Rajan al-Guri” (árabe), “Aqueles que estão em todo lugar e em lugar algum”.

GHOUL – “Devorador dos Mortos”, “Ghul” (árabe), Ghola (Oriente Médio), “Aqueles que vivem na escuridão”, “Companheiros dos Mortos” “Necrophagus” (grego), “Aqueles que ceiam os cadáveres”, “Amantes de Criptas”, “Garrus” (África), "Nalonga (Ibéria), “Os Ancestrais”, “Corpophagus”, “Pastores de Tumbas”, “Crias das Trevas”, "Gumperhunkel (alemão), “Goules” (francês), Tehumaticotl (América Central), “Mitari” (India)

HOUND OF TINDALOS – “Aqueles que farejam uas presas através do tempo”, “Aqueles que caçam entre os planos”, “Canis Tindalosae” (latim), “Tindaloo”, “Tin dul suma” (chinês), “Tindolusian”, “Grozny Tindul” (russo), “Cães de além do tempo”, “aqueles que espreitam”.

FUNGOS DE YUGOTH – “Aqueles que sussurram”, “Aqueles que vem de Fora”, “Os alados”, “Habitantes do Distante Yuggoth”, “Ansanitu” (apache), “Mugu” (Tibet), Turu Agou (chinês), “Exploradores da nona esfera”, “Megoa” (andes), “Jaberapi” (tupi-guarani), Tintu (Africa do Sul), Mirilongu (bantu)

SHOGGOTH – “Imundice Rastejante”, “Onda de Putrecência”, “Horror sem Forma”, “Kinui” (esquimó), Protean Malefector (latim), “Shuon-koth” (Egito), “A coisa que não deveria existir”, “Shombu” (mares do sul), “Al shamoth” (árabe), “Bile Negra”, “Aquele com muitos olhos e bocas”

YITHIAN – “Os Viajantes”, “Aqueles que viajam sem sair do lugar”, “Tempus Fugitus” (latim), “Aqueles que fazem a Transição”, “Eles que vagam através do tempo”, “Aqueles que coletam”, “Alhamgroo” (aborígene)

Nomes Alternativos

The Darkest Hour HouseWayne HouseWayne